Demonstrações Tecnológicas

INESC-ID

    IMAGIC - Os testes não destrutivos baseados em correntes de Foucault, são usados para detectar defeitos em materiais condutores. Estes sistemas incluem uma bobine emissora, e um receptor que poderá ser uma bobine ou um sensor magneto resistivo. Neste trabalho adicionamos um ASIC que serve que amplifica e filtra o sinal proveniente dos sensores.

    Esta demonstração apresenta uma nova versão do trabalho que foi apresentado como artigo na conferência ECNDT 2014 com o tema "A CMOS ASIC for Precise Reading of a Magnetoresistive Sensor Array for NDT". Foram ainda introduzidos melhoramentos na performance de ruído, sendo desenvolvido um amplificador com ganho variável. Será demonstrada a deteção de defeitos de superficie e em profundidade.
    Investigador: Diogo Caetano
    Horário: 10 de Março, 5ª Feira, das 10h às 13h

    VERSAT - VERSAT, um processador reconfigurável. Nesta demonstração ilustra-se a programação, compilação e execução programas no processador VERSAT, cuja arquitectura original foi desenvolvida no INESC-ID.
    Ao contrário, das arquitecturas convencionais (máquinas de von Neumann), em que operações básicas são executadas sequencialmente, no VERSAT várias operações básicas são executadas em paralelo. Isto consegue-se utilizando várias unidades aritméticas e lógicas que são interligadas de acordo com um registo programável, formando um circuito reconfigurável.
    Os dados, armazenados em várias memórias, circulam neste circuito reconfigurável, realizando as operações pretendidas.
    O controlo é efectuado por um pequeno processador de arquitectura convencional que é responsável por gerar as configurações do circuito e por aplicá-las em sequência.
    A programação desta máquina utiliza uma linguagem próxima do C/C++ mas certas construções são interpretadas como configurações do circuito reconfigurável. Ao ser compilado, um programa é convertido numa série de instruções máquina executadas pelo controlador do sistema. Também é possível a programação em assembly.
    Investigador: José Teixeira de Sousa
    Horário: 10 de Março, 5ª Feira, das 14h às 18h

    VITHEA - A afasia é uma perturbação de linguagem resultante de uma lesão cerebral que compromete vários aspectos da comunicação,nomeadamente a expressão oral, a compreensão de linguagem, a leitura e a escrita.
    Uma das causas mais frequentes são os Acidentes Vasculares Cerebrais. Uma alteração comum aos vários tipos de afasia revela-se quando as pessoas sabem o que é um objecto ou conseguem interpretar uma acção, mas não se recordam dos nomes. Normalmente, a recuperação pode ser feita através de terapia da fala, fazendo exercícios de nomeação.
    De facto, sabe-se que a frequência e a intensidade da terapia é um factor chave na recuperação das funcionalidades de comunicação. As tecnologias da língua podem ter um papel muito relevante no desenvolvimento de métodos automáticos de terapia.
    A VITHEA é uma plataforma on-line projectada para agir como um "terapeuta virtual" para o tratamento de pacientes afásicos. Concretamente, o sistema integra a tecnologia de reconhecimento automático de fala para proporcionar exercícios de nomeação para pacientes cuja capacidade de nomeação se perdeu ou ficou bastante reduzida. A solução adoptada é baseada numa abordagem que detecta a palavra-chave, de modo a validar a correcção do que foi dito pelo paciente.
    O programa fornece um feedback tanto escrito como oral, através de mensagens de voz produzidas por um agente animado usando um sintetizador de fala. A aplicação permite a fácil adição de novos exercícios de terapia e fornece ferramentas para os terapeutas monitorizarem remotamente a recuperação dos pacientes. A plataforma VITHEA é o resultado do esforço conjunto do Laboratório de sistemas de Língua Falada do INESC-ID (L2F) e do Laboratório de Estudos de Linguagem da Faculdade de Medicina da Universidade de Lisboa (LEL), no contexto das actividades de um projecto que foi financiado pela FCT. Mais informações estão disponíveis no website da VITHEA.
    Investigador: Alberto Abad
    Horário: 11 de Março, 6ª Feira, das 10h às 13h